Quais são os materiais e os ofícios que marcam o sector da construção e como impactam a sua sustentabilidade? A Ordem dos Arquitectos – Secção Regional de Lisboa e Vale do Tejo (OASRLVT) tenta responder a esta questão num novo atlas dedicado ao tema, o Atlas dos Materiais e dos Ofícios da Construção, que será lançado amanhã às 19h na sede de Lisboa da Ordem dos Arquitectos.

O projecto é uma iniciativa da OASRLVT e, segundo uma notícia da secção do Sul, visa o “mapeamento de oficinas e empresas dos sectores de artes e ofícios e da construção”, e “resulta da necessidade de reunir num só lugar os elementos considerados essenciais na construção civil”. A ideia é, assim, valorizar os ofícios e permitir também “uma escolha consciente dos materiais, dos sistemas construtivos e dos serviços adequados a cada escala projectual”.

Este atlas promovido pela OASRLVT está organizado em duas vertentes. Uma primeira diz respeito aos Materiais, onde se tem uma abordagem holística desde a extracção das matérias-primas fundamentais da construção, até aos respectivos processos de modelação, transformação e transporte. Aqui, identificam-se as origens dos materiais mediante a natureza e o processo de obtenção e a fonte geográfica.

Já na segunda dimensão, relativa aos Ofícios, são apresentadas as diversas tecnologias de produção, conservação, reparação e restauro de património móvel e imóvel, tendo em consideração a aplicação tanto em edificado novo como em intervenções de reabilitação e regeneração.

Num “olhar transversal” e reconhecendo os “princípios da sustentabilidade”, o Atlas dos Materiais e dos Ofícios da Construção aponta ainda para a “urgência da revisão de modelos, de processos, de práticas e de procedimentos do actual universo da construção”, refere, por sua vez, a Ordem dos Arquitectos.

Assim, é ainda abordada a “mais-valia de uma análise do ciclo de vida dos materiais”, que, embora já esteja “amplamente quantificada” de cradle to gate, continua a ter lacunas nas fases finais relacionadas com o transporte até à obra e com a fase de demolição e deposição.

Subjacente ao desenvolvimento do Atlas dos Materiais e dos Ofícios da Construção está uma recolha de dados realizada no terreno entre Setembro de 2021 e Novembro de 2022. De acordo com a informação da Ordem dos Arquitectos, esta recolha foi o ponto de partida para a pesquisa e investigação no âmbito deste projecto que vai ser apresentado.

A sessão oficial de lançamento do Atlas da OASRLVT vai acontecer amanhã, às 19h, na sede de Lisboa da Ordem dos Arquitectos. Também a partir de amanhã, o Atlas dos Materiais e dos Ofícios da Construção ficará disponível na página digital da Ordem. No canal de YouTube da Ordem há já alguns vídeos dedicados aos diferentes materiais e ofícios, que podem ser visualizados aqui.