2019-04-02
APREN tem novo presidente
David Alvito

Pedro Amaral Jorge foi eleito presidente da Associação Portuguesa de Energias Renováveis (APREN), substituindo António Sá da Costa. A eleição aconteceu no seguimento da última assembleia geral da associação, que teve lugar na passada quarta-feira, em Lisboa.

 

Engenheiro mecânico de formação, Pedro Amaral Jorge, que ocupava o cargo de vice-presidente desde 1 de Dezembro de 2018, sucede a António Sá da Costa, que se afasta agora da associação a que pertenceu nos últimos 30 anos. Pedro Amaral Jorge, licenciado pelo Instituto Superior Técnico, possui igualmente um EMBA com vertente de finanças e operações, pelo IESE/AESE, e torna-se agora presidente da APREN depois de um vasto percurso profissional, quer nacional, quer internacional.

 

O novo dirigente máximo da APREN foi especialista em estruturação e financiamento de projectos na vertente de investimento do sector privado para o African Development Bank (AfDB) e viveu e trabalhou em zonas tão díspares como Europa, América do Sul, África e Médio Oriente. Em Portugal, destacou-se em lugares de topo em empresas como Mitsubishi/METITO Utilities, Indaqua / Grupo Mota-Engil, SACYR/SOMAGUE e IDOM.

 

António Sá da Costa deixa, assim, a presidência da associação a que esteve ligado durante mais de 30 anos, mas continuará à frente da EREF, a European Renewable Energies Federation, cargo para o qual foi eleito, em maio de 2018, para um mandato de dois anos.

 

Recorde-se que a APREN surgiu em Outubro de 1988 e implantou-se com o objectivo de coordenar, representar e defender os interesses de instituições, empresas e indivíduos interessados no desenvolvimento do sector eléctrico renovável.

ASSINE JÁ
aceito os termos e condições