2016-11-10
Investor Days assinalam "ponto de viragem" no mercado da eficiência energética em Portugal

Quase uma centena de especialistas nacionais e internacionais em eficiência energética estiveram, na semana passada, nos dias 2 e 3 de Novembro, em Lisboa. Desde empresas de serviços de energia (ESE) a proprietários de edifícios e investidores, 90 peritos participaram no Investor Days, um evento organizado pelo Investor Confidence Project (ICP) Europe e pelo SEAF. Financiamento e inovação em energia sustentável na Europa foram os motes do encontro, durante o qual foi possível partilhar experiências, discutir barreiras e, essencialmente, soluções para desbloquear financiamento para este mercado.

“Os Investor Days marcaram um momento de viragem para a eficiência energética nacional, pois, pela primeira vez em Portugal, tivemos na mesma sala empresas de serviços energéticos que procuram financiamento para os seus projectos e investidores que procuram activamente projectos para investir”, admite o CEO da RdA Climate Solutions e director nacional do ICP, Jorge Rodrigues de Almeida. Este evento contou com um elevado número de entidades internacionais, nomeadamente investidores, o que demonstra o potencial do mercado nacional da eficiência energética.

No painel dedicado às ESE, que contou com a APESE, Âmago, Pestana Hotel, Energia Técnica, Resilient Energy, Creara e a Innowatio, foram apresentados exemplos de sucesso que maioritariamente conseguiram atrair financiamento externo. A utilização de sistemas de IoT (Internet of Things) despertou bastante interesse do público pelo volume de informação e controlo que estes permitem.

Do lado dos investidores, o painel contou com a APII, Grow, Banco BPI, SI Capital, SUMA Capital, EEEF e SUSI. A  oportunidade foi aproveitada para a apresentação de diversas linhas e metodologias de financiamento dedicadas à sustentabilidade energética, demostrando interesse em investir em Portugal. Os investidores destacaram ainda a necessidade de aumentar a “bancabilidade” dos actuais projectos através da adopção de standards e boas práticas no seu desenvolvimento, do recurso a validação por entidades independentes, promoção de técnicas fidedignas de medição e verificação e metodologias que promovam a agregação de projectos para lhes conferir escala. Nesta matéria, a formação dos engenheiros em matérias financeiras para facilitar a comunicação entre as entidades foi uma das necessidades apontadas pelos especialistas.

O evento contou ainda com a apresentação da certificação internacional do ICP, Investor Ready Energy Efficiency (IREE) e da plataforma SEAF, cujo objectivo é facilitar o financiamento a projectos de eficiência energética.

“As metas e objectivos políticos de forma isolada não conseguem promover metodologias standardizadas para o desenvolvimento e avaliação de projectos”, afirmou Jessica Stromback, chairman da Joule Assets Europe, “a plataforma de SEAF é uma resposta prática para esta falha de mercado. Esta dinamiza as tecnologias e conhecimento existente de uma forma que simplifica drasticamente a fase de pré-financiamento, fornecendo uma rápida avaliação dos projeto, aceso à certificação IREE do ICP, uma declaração da seguradora HSB, e acesso a investidores”, continuou.

Para Jorge Rodrigues de Almeida, “ao garantir, através de uma entidade independente, que foram utilizadas as melhores práticas e standards de mercado e envolvidos profissionais com adequada qualificação no desenvolvimento dos projectos, a certificação IREE aumenta a sua bancabilidade”. Segundo o responsável, “o rápido crescimento da utilização do ICP levou a que este tenha integrado recentemente os sistemas de certificação do Green Business Certification Inc., passando o ICP a ser reconhecido como uma norma global para a eficiência energética”.

 

A revista Edifícios e Energia foi media partner do Investor Days 2016.

ASSINE JÁ
aceito os termos e condições