2018-10-08
“É importante investir em sustentabilidade”, dizem investidores portugueses
David Alvito

É uma das conclusões do capítulo português da segunda parte do Global Investor Study 2018, publicado pela Schroders. Segundo o documento, 85% dos investidores portugueses confirmam que o investimento em sustentabilidade é determinante para combater as alterações climáticas.

 

Os dados apurados indicam que Portugal está, assim, acima da média europeia, onde apenas 74% dos investidores apontam o mesmo caminho, ao passo que, globalmente, o resultado se situa nos 76%.

 

Ainda assim, as boas notícias não têm seguimento já que, reconhecendo a importância do investimento em medidas para melhorar a sustentabilidade, 61% assume não ter investido em activos sustentáveis, apontando a falta de informação, de aconselhamento e de compreensão, como principais causas do não investimento em soluções com uma abordagem mais sustentável, ainda que 41% dos inquiridos afirme a disponibilidade e a preferência por activos sustentáveis.

 

“Este estudo sublinha o rápido crescimento do interesse em investimentos sustentáveis. O facto de a maioria dos investidores (85%) dizer que os investimentos em sustentabilidade se tornaram mais importantes nos últimos cinco anos diz-nos o quão relevante isto já é para muitas pessoas. É especialmente encorajador verificar que os investidores já não se sentem retraídos em investir em sustentabilidade, por receio que essa abordagem possa comprometer as rentabilidades”, para Carla Bergareche, directora-geral da Schroders Espanha e Portugal.

 

O documento aponta, no entanto, questões animadoras. Apenas 25% dos investidores afirma estar preocupado com a rentabilidade dos investimentos em sustentabilidade, um sinal de que os investidores estão confiantes de que é possível conjugar um impacto positivo com retornos financeiros. “Apesar de as diferenças demográficas serem interessantes, é curioso verificar que os investidores com largos conhecimentos têm maior probabilidade de investir em sustentabilidade. Isto enfatiza o trabalho que a indústria ainda tem de fazer para educar todos os investidores a propósito dos potenciais benefícios do investimento sustentável”, sublinha Bergareche.

 

Para chegar a estas conclusões, o Global Investor Study realizou mais de 22 mil entrevistas a investidores de 30 países. Em Portugal, foram feitas 500 entrevistas.

ASSINE JÁ
aceito os termos e condições