2017-06-06
Especialistas em smart cities reúnem-se em Lisboa

Pelo segundo ano consecutivo, Lisboa volta a receber um dos mais importantes eventos sobre cidades inteligentes a acontecer em Portugal. O ZOOM Smart Cities decorre nos dias 7 e 8 de Junho e junta alguns dos maiores nomes ligados à inteligência urbana e ao desenvolvimento de soluções e estratégias para fazer frente aos desafios das cidades. A energia não podia ficar de fora, num evento que tem lugar na reitoria da Universidade Nova de Lisboa.

A arrancar o primeiro dia está a Cimeira dos Autarcas, uma sessão paralela ao evento principal e promovida pela Associação Nacional dos Municípios Portugueses e pela iniciativa NOVA Cidade (NOVA IMS). Debater o trabalho feito e olhar os desafios futuros das cidades portuguesas são algumas das propostas de temas que vão animar a sessão.

O final da tarde é a hora escolhida para o pontapé de saída do ZOOM Smart Cities, com o activista urbano norte-americano Jason Roberts a fazer as honras de keynote speaker deste primeiro dia. Mentor e fundador da Better Block, que se dedica à revitalização do comércio local e da vida social de zonas esquecidas, Roberts decidiu quebrar as regras para tornar uma zona urbana deprimida numa zona com vida. Com acções que juntaram activistas e residentes, foram instaladas ciclovias e introduzidas passagens de peões, stands de venda de frutas, esplanadas e floreiras. Fizeram do quarteirão aquilo que achavam que ele devia ser. Jason Roberts privilegia a acção directa nos espaços, para os tornar espaços de estadia. A Team Better Block, empresa de consultoria que criou, trabalha, hoje, com cidades, promotores imobiliários e outras partes interessadas, na implementação de pequenas mudanças, capazes de revitalizar quarteirões e desbloquear o verdadeiro potencial das ruas.

Mas há mais. Para além de Roberts, o ZOOM Smart Cities vai contar também com outros nomes de peso do urbanismo e construção de estratégias para cidades inteligentes. É o caso do escritor de viagens Doug Lansky, que já passou por mais de 120 países em pouco mais de 20 anos, apresentou um programa de televisão no Travel Channel e foi correspondente de um programa numa estação de rádio pública norte-americana. Manteve colunas semanais em dezenas de jornais, escrevendo para publicações como The Huffington Post, Esquire e National Geographic Adventure. Nascido nos Estados Unidos da América, Doug Lansky viaja pelo mundo desde 1992. Hoje, vive em Copenhaga, na Dinamarca, e a sua vida passa por dar palestras sobre turismo em universidades, eventos empresariais e conferências ligadas à indústria das viagens. Em 2012 e 2013, quebrou o recorde de assistência na maior conferência de viagens do mundo, a ITB Berlin. Já deu uma palestra para a Organização Mundial do Turismo, uma agência das Nações Unidas, e falou para uma plateia esgotada na sede da National Geographic. O autor de vários guias Lonely Planet e Rough Guides chega agora ao ZOOM Smart Cities para falar sobre inteligência nas cidades e no turismo.

Para falar de cidades e cidadãos felizes, o especialista em inovação Rob Adams e o estratega urbano Boyd Cohen são os convidados. Adams é fundador da agência de inovação holandesa Six Fingers, na qual é hoje Chief Expedition Officer(significa que é o responsável por fazer coisas novas). Quando era pequeno, queria ser astronauta e, actualmente, gosta de desafiar os dogmas instituídos para expandir oportunidades ou identificar novos modelos conceptuais. Esta não será a sua estreia no ZOOM Smart Cities, já que, em 2016, foi o responsável por um dos momentos mais inspiradores do encontro. "Ousa fazer diferente" foi o desafio que deixou à audiência nacional.

Por sua vez,  Boyd Cohen é o "inventor" da roda para as smart cities. Especialista em estratégias urbanas e climáticas, Cohen é um proeminente pensador e investigador na área das cidades inteligentes. Em 2014, contou à Smart Cities que acredita na “co-criação dos cidadãos” como “um dos elementos diferenciadores de cidades mais inteligentes”. Com um PhD em estratégia e empreendedorismo, da Universidade do Colorado, hoje é vice director de Investigação na EADA Business School Barcelona. Co-autor do livro Climate Capitalism, o investigador é, também, responsável pelo desenvolvimento da “Roda das Cidades Inteligentes”, que identifica vários componentes base de uma smart city. É precisamente com base nesta “roda” que Boyd Cohen elabora rankings anuais de cidades inteligentes.

Especialista em assuntos urbanos, direito e diplomacia para cidades, Pablo Chillón é mais um dos nomes fortes do cartaz. Ao ZOOM Smart Cities traz a sua experiência internacional em inovação urbana e cidades inteligentes. O advogado espanhol é editor do influente blogue Urban 360º, co-fundador e CEO da Eolex Citylab, que se dedica ao desenvolvimento e disseminação de projectos para cidades inteligentes, assim como consultor de cidades, presidentes de câmara e várias instituições. Em 2016, numa entrevista à Smart Cities, Pablo Chillón alertava para a necessidade de incluir os cidadãos na construção de soluções verdadeiramente inteligentes, criticando as visões “redutoras” de smart city que tratam os cidadãos como “meros pixéis que se movem na cidade num dashboard”. O especialista contribui para a publicação de tecnologia do jornal Le Monde e é editor convidado da publicação científica International Journal of Digital Literacy and Digital Competence.

O ZOOM Smart Cities promete ser mais do que uma conferência e, por isso, estão pensados algumas iniciativas paralelas. É o caso do desafio SMARTATHON, lançado a estudantes e instituições de Ensino Superior. O objectivo é o desenvolvimento de ideias de soluções urbanas que visem os temas energia, clima, água, iluminação, mobilidade, dados, habitação, resíduos e cidadãos. O SMARTATHON acontece no âmbito do consórcio europeu DREAM, liderado pela cidade de Guimarães, pelo que a solução vencedora poderá mesmo vir a ser implementada nas ruas da cidade berço.

 

 

Para saber mais sobre o ZOOM Smart Cities, visite www.zoomsmartcities.com

ASSINE JÁ
aceito os termos e condições