2017-10-03
Itália mantém liderança no mercado de chillers <700 kW

No ano que passou, o mercado italiano manteve a liderança na região Europa, Médio Oriente e África (EMEA, na sigla em inglês) na venda de chillers abaixo dos 700 kW. Segundo os dados da Eurovent Market Intelligence (EMI), agência europeia de estatísticas para o mercado do AVAC&R, nesta zona do globo, o mercado de chillers atingiu 24,5 milhões de kW, dos quais 16,5 milhões foram vendidos na União Europeia.

 

Na Europa, há uma segmentação evidente entre as diferentes potências. As unidades de baixa e média potência são vendidas, na sua maioria, no Sul da Europa. À semelhança do que aconteceu em anos anteriores, Itália, França e Espanha revelam preferência por equipamentos abaixo dos 700 kW. A Itália manteve a sua posição cimeira, como líder de mercado, contando com uma quota de 25 %, seguida pela França e Espanha, ambas com 12 %. Já no que toca a máquinas com potências acima dos 700 kW, a divisão é diferente – a Turquia lidera com uma fatia de 25 % do mercado, seguida pela Alemanha, com 13,5 %. Espanha e Portugal juntam-se com 6 %.

 

No Reino Unido e em França, a evolução do mercado de chillers não foi particularmente favorável, caindo 20 e 12 %, respectivamente. Por sua vez, os mercados espanhol, italiano e alemão mantiveram-se estáveis, com taxas de crescimento entre os -2 e os 2 %. Fora das fronteiras da União Europeia, a Rússia viu o seu mercado de chillers cair 10 %.

 

Do ponto de vista da tecnologia, os chillers arrefecidos a ar sem dutos são claramente predominantes, representando 80 % do mercado. Se excluirmos potências abaixo do 50 kW, o que inclui as bombas de calor residenciais, e nos focarmos nas potências médias e altas, metade do mercado é composto por grupos de produção de chillers sem dutos apenas para arrefecimento, dos quais 7 % tem um sistema indirecto de free-cooling, e outros 15 % dizem respeito a chillers para arrefecimento.

 

Para unidades compressoras abaixo dos 50 kW, o mercado é composto quase exclusivamente de compressores rotativos, metade standard e a outra metade inverter. Para unidades acima de 50 kW, encontramos principalmente compressores de parafuso (standard ou inverter) e compressores de rolamentos magnéticos, com a premissa de que ambos se tornem cada vez mais comuns à medida que a capacidade aumenta, representando 95 % do mercado para unidades acima dos 700 kW (pouco menos de 10 % dos quais consiste em compressores de rolamentos magnéticos).

 

 

Gráfico: Mercado de chillers acima de 700 kW por país, Fonte: EMI

ASSINE JÁ
aceito os termos e condições