2019-04-10
Tectum-First estreia em Portugal: novo passo na construção sustentável
BMI Portugal

A BMI Portugal acaba de lançar no nosso país o novo sistema técnico de coberturas Tectum-First, que se distingue pela maior eficiência energética e compatibilidade com vários tipos de telhado. Tecnologia exclusiva da marca, este novo equipamento permite ainda cumprir as exigências dos requisitos Passivhaus e da Diretiva Europeia sobre o Desempenho Energético dos Edifícios.

 

O sistema para telhados Tectum-First destaca-se por melhorar os níveis de eficiência do isolamento térmico, sem aumentar a sua espessura. O segredo está na composição da exclusiva placa de isolamento Clima First, que possui espuma rígida de poliuretano de poliisocianurato, o que confere elevada resistência térmica, sem necessidade de roubar mais espaço interior na zona da cobertura. Além de assegurar o isolamento térmico, este sistema exclusivo da BMI garante a impermeabilização face à entrada da água, goteiras, vento, entre outros, e pode ser aplicado em telhados de telha cerâmica e em telhados de telha de cimento.

 

O Tectum-First acrescenta ainda a mais-valia de ter prestações técnicas que permitem alcançar as exigências da norma voluntária Passivhaus, bem como da Diretiva Europeia sobre o Desempenho Energético dos Edifícios, que regula a construção de habitações com necessidades quase nulas de energia. Até 2021, a EU pretende que os Estados-Membros apliquem estas normas como resposta a uma procura cada vez maior por padrões de construção sustentável e energeticamente eficientes.

 

O Tectum-First foi testado nos laboratórios do BMI Group, na Alemanha, onde foi exposto às situações climatéricas mais adversas, de forma a comprovar a sua eficiência e performance.


Composição diferenciadora

 

Numa análise mais técnica ao produto agora lançado em Portugal, destaca-se o painel denominado Clima First, que integra o sistema Tectum-First: este isolamento, com filme impermeável e adesivo incorporado, permite a união transversal (macho-fêmea) e longitudinal das placas, formando assim, sobre a superfície base do telhado, um bloco completo de isolamento com impermeabilização total e sem pontes térmicas. Os painéis rígidos, mas leves, com uma resistência mecânica muito elevada, tornam fácil o manuseamento no telhado, tornando a montagem simples e intuitiva.

 

Entre as principais características diferenciadoras do composto de espuma rígida de poliuretano de poliisocianurato (PIR) – e que explica as menores espessuras de painel isolante para o mesmo grau elevado de conforto térmico – está a combinação dos componentes poliiol e isocianurato, numa proporção de 100:150, face à diferença de 100:100 para o tradicional poliuretano (PUR).

 

 

O texto acima é da inteira responsabilidade da empresa/entidade em causa. FONTE: Press Release

ASSINE JÁ
aceito os termos e condições