2017-07-10
Cinco empresas juntam-se à APPII como Parceiras Principais

A partir deste mês de Julho, a APPII – Associação Portuguesa dos Promotores e Investidores Imobiliários passa a contar com cinco novos parceiros principais, para o ano 2017/2018. Caixiave, EY, Millennium BCP, Morais Leitão Galvão Teles Soares da Silva & Associados e VICTORIA Seguros são as empresas que se juntam, assim, à associação, reflectindo a crescente dinâmica do mercado imobiliário em Portugal.

 

A parceria inclui a celebração de vários protocolos, numa “aposta a médio/longo prazo de junção de sinergias e de cooperação”, refere o comunicado da APPII. Enquanto Parceiros Principais, as cinco empresas vão ser, entre outros, patrocinadores das iniciativas da APPII, nomeadamente as Executive Breakfast Sessions e os workshops. Para além disso, têm ainda garantidas presenças no Grand Stand da APPII + ASSOCIATES & PARTNERS, a ter lugar durante a edição deste ano do SIL – Salão Imobiliário de Portugal, e no stands da associação nas Semanas da Reabilitação Urbana de Lisboa e Porto.

 

Esta não é o único reflexo da dinâmica positiva do mercado imobiliário em Portugal. Segundo a APPII, 30 % dos seus associados são “empresas e veículos de investimento puramente internacionais, podendo ali encontrar-se alguns dos maiores fundos e sociedades de investimento imobiliário do mundo, bem como os famosos REIT´s ou as espanholas SOCIMI, todos vindos dos mais variados pontos do globo, muitos dos EUA, Brasil, Espanha, França, UK e China, mas também da Alemanha, Benelux, Irlanda, Angola, ou Índia”.

 

“Este foi um passo que se tornou óbvio para nós na APPII e que reflecte o peso e a inserção que a associação tem hoje no mercado, havendo por isso empresas que se querem associar a nós como Parceiros, partilhando assim de toda a actividade e dinamismo que APPII hoje regista e que está a vista de todos”, afirma o secretário-geral da APPII, Hugo Santos Ferreira. “Este é um modelo pouco usual em Portugal, facto que não nos intimidou ou impediu de avançar, até bem pelo contrário, pois gostamos sempre de inovar e fazer diferente. Este é um modelo que temos visto muito lá fora, incluindo em várias associações do sector noutros países, tendo nós na APPII limitado a observar, registar e aprender, bastando depois replicar por cá os bons exemplos que temos visto por esse mundo fora”, conclui.

ASSINE JÁ
aceito os termos e condições