2017-06-19
A maior central fotovoltaica flutuante de ensaios do mundo possui tecnologia ABB
ABB

A escassez de terra, em Singapura, limitou severamente a adoção de energia solar. Os painéis solares flutuantes podem ser uma alternativa viável para a cidade-estado rodeada por água. Os painéis flutuantes podem ser onze por cento mais eficientes do que os painéis solares colocados em terra. Líder pioneiro em tecnologia, a ABB está a fornecer componentes essenciais para um banco de ensaio fotovoltaico solar flutuante. Com a dimensão de 1 hectare ou 1,5 campos de futebol, a energia gerada será distribuída na rede nacional de energia, fornecendo eletricidade até 250 famílias.

"Estamos orgulhosos em apoiar este importante projeto em Singapura com a nossa experiência tecnológica e conhecimento do domínio", disse Tarak Mehta, presidente da divisão Electrification Products da ABB. "Este projeto está perfeitamente alinhado com a nossa estratégia Next Level em torno da revolução energética e é um passo importante na colaboração com parceiros para trazer mais renováveis ​​para a rede de energia do futuro".

Localizada no Reservatório Tengeh, no oeste de Singapura, a instalação apresenta várias soluções solares, de diversos fornecedores, para estudar o desempenho e custo-efetividade das plataformas flutuantes.A ABB forneceu 100 Kw de inversores solares, TRIO-50, líderes de mercado, à Phoenix Solar um dos vários integradores de sistemas para o projeto. Estes componentes essenciais convertem a corrente contínua produzida pelos painéis solares em corrente alternada para uso em redes elétricas. Além disso, os disjuntores de baixa tensão em caixa moldada da ABB e os disjuntores modulares protegem os circuitos elétricos na água.

Singapura - um país com uma área de apenas 719 quilómetros quadrados e uma população de 5,6 milhões – com uma radiação solar anual média de cerca de 1.500 kWh / m2 faz da energia solar uma fonte ideal de energia renovável. As plataformas solares flutuantes serão naturalmente arrefecidas pela água circundante, o que aumenta significativamente a eficiência do rendimento da energia. Um estudo descobriu que o efeito do arrefecimento natural da água sob as células solares torna-as até 11 por cento mais eficientes do que os painéis solares colocados em terra. Num efeito sinérgico, a plataforma flutuante ajuda a reduzir a evaporação da água.



 O texto acima é da inteira responsabilidade da empresa em causa. FONTE: Press Release

ASSINE JÁ
aceito os termos e condições