No início deste mês, a ADENE – Agência para a Energia e a Agência de Energia da Coreia (KEA) assinaram um Memorando de Entendimento com o objectivo de desencadearem acções e projectos nas áreas de eficiência energética, energias renováveis e alterações climáticas.

A assinatura deste compromisso entre a ADENE e a KEA, agência de energia coreana que se foca na promoção de um baixo e eficiente consumo de energia, decorreu no dia 1 de Setembro, numa cerimónia presidida por Ana Fontoura, secretária de Estado de Energia e Clima. E, segundo a ADENE, “reforça as sinergias entre as duas agências”, dando seguimento à intenção de se construírem parcerias estratégicas entre os dois países em matéria de políticas energéticas, intenção que tinha sido manifestada em Abril, durante uma visita do primeiro-ministro português a Seul.

Em particular, nas palavras do presidente da ADENE, Nelson Lage, este Memorando de Entendimento vai permitir às duas agências “explorar novos conceitos, soluções e modelos energéticos, centrados em comunidades de energias renováveis e sistemas de armazenamento, que contribuirão para a criação de sistemas energéticos sustentáveis e para combater a pobreza energética”.

Este objectivo assentará, de acordo com a ADENE, na criação de acções e projectos concretos de cooperação bilateral directa, “que vão desde a partilha de conhecimentos até à colaboração técnica em políticas e medidas relacionadas com a eficiência energética, as energias renováveis e as alterações climáticas”.

Assim, explica, a ADENE e a KEA pretendem não só potenciar o uso de fontes de energia renovável e a eficiência energética, como também visam “contribuir para o desenvolvimento sustentável”. 

Recorde-se que, em meados de Maio deste ano, a ADENE já tinha assinado um Memorando de Entendimento também com a Autoridade Nacional de Energia da Islândia (Orkustofnun) para reforçar a cooperação, neste caso, na área das energias renováveis, com destaque para a energia eléctrica geotermal, e da eficiência energética.